Vagando no Escuro

Escuro

Vago por caminhos desertos, desesperada, perdida. Por todos os lados, vejo-me com uma máscara de falsa felicidade, enquanto meu interior apodrece; desmoronando aos pedaços.  Tento correr, mas, meus pés, fixados ao chão, estão.
Há anos não vejo a luz. Não sei o que é verdadeiramente sorrir sem que meu coração sangre e minh’alma grite em agonia. Sempre pensei estar fazendo as escolhas certas, tomando os caminhos certos, a mim, predestinados.
Porém, quando olho para trás, não vejo o que sonhei e quando busco em meu interior, são o vazio e a escuridão que me respondem.

Aonde foi que eu errei?

Comentários